Objetivo: Apresentar as principais obras latinas e gregas em hexâmetros datílicos e sua relação com a recepção no Império Romano tanto da poesia épica arcaica e helenística grega como da épica latina da República e do Principado Romano.


Objetivo: Apresentar os conceitos básicos da Paleografia; praticar a decifração e a transcrição de textos manuscritos em português, datados do século XV ao século XVI.

 

Justificativa: Todo estudo filológico sobre fontes manuscritas de séculos passados depende do conhecimento das peculiaridades gráficas da escrita de cada época. A Paleografia fornece as ferramentas teóricas e a prática necessária ao pesquisador interessado em dedicar-se à leitura de manuscritos antigos. Com o intuito de despertar o interesse pela leitura e o estudo de manuscritos em português, este curso apresenta os conceitos básicos da Paleografia e introduz o aluno na prática da decifração e da transcrição de textos datados do século XV ao XVI.    

 

Conteúdo: Conceitos básicos. Etapas da escrita manuscrita em português; Dificuldades de decifração do manuscrito. Normas de transcrição; Exercício de leitura de manuscritos.

Oficina de Paleografia

Objetivo: Apresentar os conceitos básicos da Paleografia; praticar a decifração e a transcrição de textos manuscritos em português, datados do século XIII ao século XVIII.

 

Justificativa: Todo estudo filológico sobre fontes manuscritas de séculos passados depende do conhecimento das peculiaridades gráficas da escrita de cada época. A Paleografia fornece as ferramentas teóricas e a prática necessária ao pesquisador interessado em dedicar-se à leitura de manuscritos antigos. Com o intuito de despertar o interesse pela leitura e o estudo de manuscritos em português, este curso apresenta os conceitos básicos da Paleografia e introduz o aluno na prática da decifração e da transcrição de textos datados do século XIII ao XVIII.    

 

Conteúdo: Conceitos básicos. Etapas da escrita manuscrita em português; Dificuldades de decifração do manuscrito. Normas de transcrição; Exercício 1: textos dos sécs. XVIII e XIX; Exercício 2: textos dos sécs. XVI e XVII; Exercício 3: textos dos sécs. XIII a XV.


Entre os séculos XVI e XIX, Angola foi alvo de intenso resgate clandestino de escravos, levados depois para as ilhas de São Tomé e Príncipe, Brasil e América Caraíba. Esse transplante de pessoas contribuiu para a formação sociocultural e linguística de São Tomé e Príncipe e do Brasil. Neste minicurso ministrado pelo Professor Carlos Figueiredo - Universidade de Macau, objetiva-se apresentar as regiões de Almoxarife (São Tomé e Príncipe) e do Libolo (Angola) e em particular as variedades de português faladas nestes lugares haja vista os paralelismos culturais e linguísticos evidentes entre essas áreas com o Brasil. 

Os 'encontros de teoria sintática' estão inseridos como um "curso do moodle USP extensão" e ligam-se diretamente ao Grupo de Estudos de Línguas em Contato - GELIC - sob direção geral da Profa. Dra. Márcia Santos Duarte de Oliveira - FFLCH/DLCV. Os ‘encontros de teoria sintática 2014 serão divididos em dois módulos e serão liderados/intermediados pela Profa. Lurdes Jorge - UnB/ doutoranda FFLCH/DLCV. Propõe-se para os dois módulos 2014 estudos/discussões via moodle do modelo sintático derivacional da teoria de fases – em especial como em Chomsky (2001), (2004),(2005), (2007) e (2008) – em que é enfatizada a noção sintática de núcleo da fase, como detentor de traços relevantes para a estrutura frasal. Haverá, na medida do possível, cotejo inicial com o modelo sintático anterior.

Responsáveis:

Profª Dra. Márcia Santos Duarte de Oliveira – Coordenadora Geral – FFLCH/DLCV (GELIC)

Profª Mestre Lurdes Teresa Lopes Jorge – Moderadora – UnB/Doutoranda FFLCH/DLCV

Eduardo Ferreira Santos – Moderador – Doutorando FFLCH/DLCV

Francisco João Lopes – Monitor Técnico – Doutorando FFLCH/DLCV